COMO POTENCIALIZAR O SEU NEGÓCIO ATRAVÉS DO GOOGLE ADS?

Hoje, em dia a maioria das empresas precisa anunciar para mostrar os seus produtos ou serviços e explicar por que os clientes devem comprar na sua empresa e não à concorrência.

Na era global e num ambiente muito competitivo, a publicidade e a imagem da empresa são fundamentais. E, à priori, pode parecer muito difícil conquistar uma posição no mercado e competir contra grandes empresas ou empresas já estabelecidas.

Felizmente, podemos encontrar um novo modelo de publicidade na internet, que permite atingir um grande público, com pequenos investimentos e com ótimos resultados.

E se falamos de publicidade online, posso afirmar que o Google Ads é a grande referência, pois o seu sistema de publicidade é uma plataforma avançada que permite promover negócios, para todos os orçamentos.

Se está a pensar num serviço do Google Ads (Adwords), como uma ferramenta para impulsionar o seu negócio, escolheu uma solução inteligente. No entanto, você deve ser cauteloso, pois gerir uma campanha sem conhecimentos pode sair caro.

Se necesssita de alguém para gerir as suas campanhas do Google Ads e aumentar as suas conversões e vendas pode contactar-me.

Com o sistema de publicidade do Google Ads, você pode alcançar potenciais clientes que procuram os seus produtos e serviços na internet. Por isso, é uma ótima ferramenta que deve usar e não deve deixar que a concorrência esteja em vantagem; pois implementar  uma campanha de publicidade no Ads aumenta a sua visibilidade, tráfego, conversões e vendas.

O que é o Google Ads ?

O Google Ads é uma plataforma de publicidade online que pode redirecionar potenciais clientes para o seu site. Para fazer isso, deve inserir palavras-chave relacionadas com os produtos ou serviços da sua empresa, para que os anúncios sejam exibidos no Google quando alguém pesquisar determinada palavra chave.

O Google Ads também ajuda a sua empresa a ter visibilidade entre muitas, mesmo que não esteja entre os primeiros resultados de pesquisa. O mais importante é que paga por esse serviço, apenas quando uma pessoa clicar no seu anúncio e visitar o seu site.

O Google Ads permite que aproveite os milhões de pesquisas realizadas no Google todos os dias. Pode criar os anúncios para a sua empresa e decide quando deseja que eles apareçam no Google acima ou ao lado dos resultados de pesquisa relevantes. O conceito é simples: escreva palavras relacionadas com os seus produtos ou serviços e depois mostre o seu anúncio do Google Ads quando alguém pesquisar essa palavra ou palavras relacionadas.

Entre as vantagens que oferece, está a possibilidade de alcançar o maior número possível de pessoas, embora possa selecionar em que locais e a que horas deseja que a sua marca apareça; isto é,  uma maneira inteligente de atrair clientes.

O uso do Google Ads permite aumentar as percentagens de cliques e visitas; e hà uma maior possibilidade de negócios; portanto, faz com que as pessoas paguem apenas pelos benefícios e as perdas podem ser controladas.

Como o Google Ads funciona?

É uma ferramenta online que permite criar anúncios, que aparecerão nos resultados de pesquisas no Google e nos seus parceiros, bem como em banners de qualquer página da internet.

O Google desenvolveu um sistema para otimizar incrivelmente o investimento e os anúncios são ativados apenas quando as palavras que o anunciante deseja, além de permitir a segmentação da publicidade geograficamente, por dispositivos de exibição e inúmeras variáveis.

Vamos supor que fez uma pesquisa da palavra-chave ” portáteis Toshiba”, o Google filtra os milhões de sites, blogs e outros anúncios para encontrar os mais relevantes. Os links do Google que aparecem abaixo da barra de pesquisa são os resultados. Existem milhares de resultados de pesquisa e, dentro desses, existem algumas empresas que também fornecem portáteis Toshiba. Nem todas as empresas estão na página de resultados principal, mas o Ads oferece a visibilidade às empresas, mesmo que o seu site não esteja no resultado de pesquisa principal. O Ads pode ajudar a sua empresa a aparecer no Google na frente de muitos potenciais clientes. As pessoas pesquisam, encontram a sua empresa, clicam no link e podem tornar-se seus clientes.

No Google Ads, existem algumas maneiras de anunciar e colocar a sua marca na frente de novos clientes:

Rede de pesquisa: a rede de pesquisa permite a exibição de campanhas para pesquisas baseadas em palavras-chave, como “branqueamento dentário”. Os anúncios da rede de pesquisa são exibidos na parte superior dos resultados de pesquisa do Google.

Rede de Display: as campanhas da Rede de Display mostram os seus anúncios em sites externos quando as suas palavras-chave estão relacionadas com o conteúdo do site. Esses anúncios podem estar na forma de banners e vídeos.

Google Shopping: os anúncios do shopping são anúncios baseados em comércio eletrónico que aparecem em pesquisas relevantes e de alta intenção de compra de produtos.

Vídeo: os anúncios baseados em vídeo permitem exibir anúncios no YouTube.

Retargeting de Ads: o Google permite uma nova segmentação, para que você possa fazer remarketing a um cliente que ainda não comprou e possa ser gerada uma venda.

Estes são alguns dos tipos mais comuns de publicidade no Google Ads.

Se você vende produtos on-line, pode aproveitar os anúncios do shopping. Se têm uma empresa local que procura mais vendas, pode criar campanhas com base na localização na rede de pesquisa.

O Google Ads é excelente quando se trata de gerar tráfego com a intenção de converter. Por exemplo, quando alguém pesquisar uma palavra-chave como “dentista em Lisboa”  provavelmente vai clicar no anúncio e será um potencial cliente da clinica dentária mais perto de si.

Onde pesquisar as keywords e quais as mais relevantes?

Para que o seu site esteja posicionado nos primeiros resultados de pesquisa do Google, precisa de uma série de palavras-chave; isto é, palavras que definem o seu negócio ou produtos e serviços que os visitantes usam para fazer as pesquisas.

Por isso, o sucesso está na escolha correta dessas palavras-chave (em inglês, «keywords»), pois dessa forma será capaz de atrair tráfego e potenciais clientes.

Mas às vezes é difícil escolher as palavras-chave mais apropriadas para o nosso negócio, e para nos ajudar podemos recorrer ao Google Keyword Planner ou planeador de palavras-chave do Google Ads que é a ferramenta mais conhecida e a mais utilizada por uma simples razão: é gratuita e serve para planear palavras-chave para criar anúncios do Ads.

Com o planeador de palavras-chave, é possivel encontrar palavras-chave relevantes e usá-las nas campanhas na rede de pesquisa. O planeador de palavras-chave mostra diversas estatísticas, como o volume de pesquisas das palavras-chave, para que possa analisar e decidir se deseja adicioná-las às suas campanhas. Ou seja, o planeador foi projetado para analisar qual é a keyword melhor para que o seu anúncio do Ads seja exibido na rede de pesquisa do Google.

Com esta ferramenta é possível conhecer as palavras-chave mais pesquisadas pelos visitantes quando eles pesquisam por produtos ou serviços. Desta forma, pode descobrir, quais as palavras que deve posicionar e quais são as que geram mais tráfego para o seu site.

A importância das palavras-chave

Se quer que os seus anúncios do Google Ads sejam realmente bem-sucedidos, não pode esquecer a importância das palavras-chave, pois se não estiverem configurados corretamente, a campanha do Google Ads não funcionará e o anúncio não terá os cliques que quer obter.

Por isso, para obter um bom desempenho da campanha as listas de palavras-chave nunca devem ser estáticas e ao longo da campanha, devemos analisar e eliminar algumas palavras para que o desempenho da campanha seja aprimorado.

Assim, permaneceremos com os anúncios que nos dão mais cliques.

Como usar o Google Keyword Planner ?

  1. Faça login

Para usar o Google Keyword Planner, é necessário ter uma conta do Google Ads. Se não  tiver, poderá criar uma facilmente, só precisa preencher informações sobre o seu negócio.

Mas não precisa de realizar uma campanha, mas deve configurar completamente a conta do Ads para usar o planeador de palavras-chave do Google.

  1. Pesquisa Google Keyword Planner

Ao fazer login no Google Ads, a próxima etapa é encontrar o planeador de palavras-chave.

Vá para o canto superior direito do site, onde encontrará a chave inglesa.

Pressione a chave inglesa e abrirá um menu suspenso.

Aqui, escolha “Planeador de palavras-chave”.

  1. Escolha a opção certa

Ao escolher o planeador de palavras-chave, existem duas opções no planeador de palavras-chave do Google: “Pesquisar novas palavras-chave” e “obter dados e tendências de volume de pesquisa”. Para encontrar novas palavras-chave, use a primeira.  Se você já sabe quais as palavras-chave a usar, pode verificar o volume de pesquisa que elas possuem.

  1. Segmente por local e idioma

Depois de escolher a ferramenta, pode segmentar por país, cidade ou região, bem como pelo idioma do navegador do visitante, podendo aceder às palavras-chave e volumes de pesquisa. Se preferir também pode fazer o download das listagens, que poderão ser trabalhadas posteriormente num documento do Excel, por exemplo.

Etapas a seguir para fazer uma análise de palavras-chave

1 – Faça uma lista de palavras relevantes para o tema do seu site.

Faça um brainstorm rápido no qual pode escrever de 5 a 10 palavras chave.

O objetivo desta etapa não é alcançar a lista final de palavras-chave. Aqui só precisa de fazer uma lista de possíveis palavras-chave que os clientes possam pesquisar.

2 – Inspire-se para encontrar palavras-chave relevantes

Se deseja encontrar palavras-chave ainda mais relevantes, uma boa maneira de se inspirar é visitar o navegador de pesquisa do Google.

O motor de pesquisa do Google oferece duas ferramentas muito úteis:

– Sugestões do Google na parte superior da página de pesquisa.

Sugestões de palavras-chave do Google na parte inferior da página

Algumas dessas palavras podem ser usadas no brainstorm para encontrar palavras relacionadas com o tema do seu site.

3 – Mistura de palavras-chave genéricas e palavras-chave longtail

Ter uma mistura de palavras-chave genéricas e palavras-chave longas no seu site é uma boa estratégia de palavras-chave.

Palavras-chave genéricas são aquelas palavras-chave curtas, que são pesquisadas com mais frequência mas também ficam mais caras para serem posicionadas.

As palavras-chave Longtail são mais longas e, sendo mais específicas, geralmente contêm mais de 3 palavras e sendo mais barato o preço por clique.

  1. Verifique como os concorrentes estão classificados por palavras-chave

Verificar quais são as palavras-chave em que os seus concorrentes estão posicionados é uma ótima maneira de avaliar as suas palavras-chave. Se os seus concorrentes estão classificados para algumas das palavras-chave da sua lista, faz sentido trabalhar e melhorar essas palavras-chave.

No entanto, não ignore as palavras-chave para as quais os seus concorrentes não estão classificados. É uma ótima oportunidade para usar novas palavras-chave e aumentar a quota de mercado nessas palavras-chave.

A importância de negativar keywords?

Qualquer pessoa com alguma experiência no Adwords já conhece este ponto, mas vou relembrar. Podemos perder muito dinheiro com palavras-chave que não contribuem para o nosso negócio.

Lembre-se sempre de eliminar (na biblioteca partilhada, para que se aplique a todas as campanhas) critérios que se possam confundir com outras marcas ou outros serviços, adicionar produtos ou serviços que você não oferece, mas que poderia fazer (por exemplo, você têm uma loja de moda online, mas que não vende calçado; por isso deve colocar keywords negativas relacionadas com calçado para evitar decepções dos clientes).

Em relação às palavras chave negativas, elas são muito importantes, pois são aquelas para as quais não queremos que o anúncio seja ativado. Elas são quase tão importantes como as palavras-chave, por isso deve fazer um estudo de tudo para o qual não deseja que o seu anúncio seja exibido e adicioná-lo na seção de palavras-chave negativas.

O estudo de palavras-chave negativas é essencial, pois evitará muitos cliques indesejados e custos desnecessários no futuro, pois seriam cliques que não teriam conseguido converter ou atingir um objetivo.

Além de adicionar, deve fazer uma revisão (a cada 48 horas é o ideal) dos termos de pesquisa de todas as campanhas.

Quais as melhores práticas para construir um anúncio?

É essencial criar anúncios que estejam focados em quem procura o que você oferece. Então, o ideal é que estude o seu target, mas se não o fez, faça um brainstorming . Um exemplo seria perguntar: Será que alguém procura o que você oferece usando as keywords que está a usar na sua campanha adwords?

Recomendo que faça estas perguntas e siga estes pontos:

Os meus anúncios são chamativos e contêm palavras-chave relevantes?

Os meus anúncios têm um CTA ou call to action. Um “entre agora”, “ligue agora”?

Os meus anúncios têm erros de ortografia?

Os meus anúncios têm o URL visível  e contêm a palavra-chave?

O meu anúncio direciona apenas e exclusivamente para a landing page?

Uma das primeiras decisões que deve tomar ao criar uma campanha no Google AdWords é a tipologia. As opções básicas são:

– Somente para a rede de pesquisa

– Somente para a rede de display

– Compras/Shopping

– Vídeo

Um bom conselho é que cada campanha tenha apenas uma meta e um tipo.

Selecione uma página de destino específica

Um dos maiores erros é enviar os potenciais clientes para a home page do site da empresa.   O visitante espera encontrar as informações que procura na menor quantidade de cliques no seu site e é por isso que deve ter uma página relevante para cada produto ou serviço que oferece. Se tiver páginas de destino específicas para cada produto e serviço, o Ads classifica as palavras-chave com um melhor nível de qualidade, o que se traduz num  menor custo por clique.

Segmente sempre o público

Quanto maior for a segmentação, maior é a precisão e maior o sucesso da campanha. Devemos ter uma segmentação relacionada com os objetivos do negócio, começando com os locais e o idioma de destino. O idioma é especialmente importante nas campanhas de pesquisa, pois os anúncios devem estar no mesmo idioma dos termos de pesquisa

No Google Ads, a segmentação correta das suas campanhas é uma boa maneira de obter sucesso. Segmente as campanhas em tantos grupos de anúncios temáticos quanto possível, para que tenha mais relevância entre as suas palavras-chave e os seus anúncios. Com uma segmentação adequada, obteremos melhores níveis de qualidade, menores custos com publicidade e maior flexibilidade ao gerir as campanhas.

Escolha uma boa estratégia de lances

Nos lances para palavras-chave, o Google Ads oferece duas opções: automatizada ou manual.

No primeiro caso, é o Google quem decide e otimiza, ou seja perdemos o controle. Em vez disso, é recomendável optar por uma estratégia de lances manuais, que permite analisar os cliques para as diferentes palavras-chave e tornar a campanha mais lucrativa.

Os lances manuais são ideais para pequenas campanhas, onde podemos gerir facilmente as palavras-chave e analisar as que nos interessam mais e menos.

Mas para campanhas com milhares ou milhões de palavras-chave, o lance manual pode ser muito complicado. Nesses casos, o que geralmente é feito é procurar uma solução de gestão dos lances . Por exemplo, através da API do Google para gerir os lances em tempo real.

Encontre um bom grupo de palavras

Para o brainstorming inicial, podemos usar o planeador de palavras-chave e organizar as palavras-chave em grupos de anúncios consistentes e que sejam lucrativos.

Selecione o tipo de correspondência

O Google Ads oferece quatro tipos de correspondência entre palavras-chave e grupos de anúncios, pelo que deve certificar-se de usar as correspondências corretas para as suas palavras-chave. Lembre-se de que as palavras-chave muito genéricas em correspondência ampla atraem muito tráfego para o seu site, o que aumentará significativamente o custo por conversão. Use correspondências mais restritas para aumentar a taxa de conversão (correspondência exata) “frase” ou + ampla + modificada) e ao mesmo tempo filtre o tráfego de qualidade para o seu site. Use o relatório de termos de pesquisa para modificar as correspondências das suas palavras-chave.

Separe a Rede de Pesquisa da Rede de Display

Ambas as redes têm um propósito diferente. Se não separar as duas redes, perderá flexibilidade na configuração e administração da sua campanha. A rede de pesquisa está focada em alcançar os clientes que têm uma intenção de pesquisa específica, que precisam dos nossos produtos e serviços. Embora a rede de display nos ajude a alcançar os clientes que navegam na Internet em páginas que têm um relacionamento direto com os nossos produtos e serviços, mas não necessariamente os procuram. Na rede de display, precisamos ser mais engenhosos e atrair esse público com anúncios mais dinâmicos e criativos.

A importância da marca nas keywords

As palavras-chave “marca” são aquelas que incluem a marca da empresa, por exemplo “Champô Pantene para cabelos secos”. Estes anúncios geralmente têm CPC baixos, pois o visitante já nos escolheu.

Por outro lado, as keywords usadas e  sem marca são muito mais genéricos e são direcionadas a visitantes que ainda não fizeram uma escolha.

Ambas as keywords têm o seu lugar numa estratégia do Google AdWords, mas é importante colocá-las em campanhas separadas, pois os seus resultados não são comparáveis.

Use palavras-chave negativas

No Google Ads, podemos definir palavras-chave negativas (que farão com que os nossos anúncios não sejam exibidos) no nível da campanha ou do grupo de anúncios.

Use o acompanhamento de conversões

Se não têm o código de conversão instalado no seu site, está a perder dinheiro. É importante saber quais são as palavras-chave mais rentáveis em que pode aumentar o orçamento e para  reduzir o orçamento nas palavras-chave que não geram conversões.

Otimize periodicamente a campanha

Criar uma campanha no Ads é relativamente simples no começo, mas sem a otimização periódica, não obterá bons resultados. Dedique constantemente algum tempo à sua campanha, atualize as suas listas de palavras-chave, palavras-chave negativas, CPC (custo por clique), correspondências e anúncios para atingir o melhor ROI.

O que é o Google Shopping ?

Se o objetivo é promover uma loja online, a primeira coisa que pensamos (ou devemos) é nas campanhas do Google Shopping, mas exigem alguma técnica na criação do feed de produtos e na configuração do Google Merchant Center. O Google Shopping permite que potenciais compradores encontrem os seus produtos no Google de maneira rápida e fácil.

O que é o feed de produtos e como ele é criado?

Se têm uma loja online e gostaria de mostrar os seus produtos no Google Shopping para atrair mais vendas,  então vou explicar-lhe como o Google Shopping funciona e como pode criar um feed de dados para obter os melhores resultados nas suas campanhas, mas precisa de ter uma conta do Google Ads vinculada à conta do Merchant Center.

A primeira etapa para vender no Google Shopping é criar uma conta no Google Merchant Center com os dados da sua loja online. O Google Merchant Center é uma ferramenta que permite fazer upload de dados de lojas e produtos para o Google e disponibilizá-los no Google Shopping. Depois de ter os dados nesta ferramenta, podemos usar o Google Shopping.

Por onde começar com o Google Shopping?

Crie uma campanha do Shopping no Google Ads. A primeira etapa é configurar os anúncios seguindo as mesmas diretrizes aplicadas nas campanhas de Pesquisa e Display.

Crie uma conta no Google Merchant Center. A sua função é alojar um feed de dados com todas as informações dos nossos produtos. E qual é o feed? O catálogo de itens da loja online.

Carregue um ou mais feeds. Crie vários feeds com base no tipo de artigo e no público a quem eles são direcionados. Vai precisar de vários atributos, como ID do produto, preço, links na imagem, custos de envio etc.

Vincule a conta do Merchant Center ao Google Ads. Para que o catálogo apareça na forma de anúncios, é necessário vincular as duas contas.

Lançar a campanha – Depois das configurações da campanha (programação de anúncios, segmentação etc.) estarem definidas, podemos publicar os anúncios que levarão os clientes à nossa loja online.

Como enviar os produtos para o Google Merchant?

Depois de criar a conta do Google Merchant Center, você poderá fazer o upload dos produtos da sua loja on-line para o Google Shopping. Para isso, você precisa do chamado “Feed de dados”, que é um arquivo que contém informações sobre os seus produtos.

Existem várias maneiras, mas uma das mais simples é criar um ficheiro no Google Drive e inseri-lo no Google Merchant.

Ao registar este ficheiro no Google Merchant, pode solicitar que ele reveja as informações periodicamente, por exemplo, diariamente, para que o Google atualize os preços, além de informar se um produto não tiver em stock , deixe de aparecer no anúncio.

O feed de produtos

Para vender no Google Shopping, deve criar e enviar o Feed de dados para o Merchant Center. O Feed de dados é um documento que contém as informações do produto solicitadas pelo Google:

ID do produto

Nome e descrição do artigo

Tipo e categoria do produto

URL do artigo e da imagem

Status (novo ou usado), disponibilidade e quantidade

Preço e custos de envio

Esses são os dados que o motor de pesquisa usará para decidir quando exibir os seus anúncios no Google Shopping. Por isso, quanto melhores forem as informações fornecidas, maior a probabilidade de obter um clique.

Para obter bons resultados nas suas campanhas, o feed de dados deve ser otimizado.

 

A importância do google ads e analytics estarem ligados e como o fazer?

Fazer a ligação entre a conta do Google Ads com o Google Analytics é bastante importante pois têm grandes benefícios para a gestão das campanhas publicitárias. O Google Analytics é uma ferramenta de medição mais sofisticada do que o Google Ads em termos de análise do comportamento do visitante na página, mas a vinculação entre ambas as ferramentas não apenas permite uma visualização mais exaustiva dos resultados, mas também a possibilidade de criar públicos específicos e usá-los como público-alvo nas campanhas do Google Ads.

Se não fizermos a ligação do Google Ads, a uma conta do Google Analytics, existem poucas métricas existentes sobre como o visitante interagiu no site, além dos objetivos que ele pode ter feito (compra, formulário preenchido, ligação telefónica) etc…

Lembre-se que o Google Ads permite direcionar o tráfego para o seu site, mas é o Analytics que permite analisar o comportamento e a navegação dos visitantes. Em outras palavras, no Google Ads, vemos o clique e no Google Analytics do clique à conversão.

Desde que tenha a conta do Ads e a conta do Analytics na mesma conta do Google, é possível vinculá-las e acessar um grande número de vantagens que afetarão diretamente o ROI das suas campanhas.

No entanto, ao vincular as contas, temos acesso a diversas métricas muito úteis no Adwords:

Taxa de rejeição:

É a taxa de visitantes que, depois de clicarem num anúncio, deixam a página rapidamente. Uma métrica eficaz para determinar se a landing page é relevante para o visitante ou não.

Páginas por sessão:

Média de páginas no site que um visitante visita após clicar num anúncio. Quanto mais páginas visualizadas por sessão, maior é a interação com a marca. Esses dados podem servir para tirar conclusões relacionadas à usabilidade, se for necessário visitar muitas páginas para atingir um objetivo.

Duração média da sessão:

Exibe o número médio de segundos que o visitante esteve no site depois de clicar no anúncio do Google AdWords. Dependendo do conteúdo do site, o padrão para medir a eficácia dessa métrica varia; dependendo se o conteúdo é um vídeo ou uma página de texto. O tempo na página de vídeo provavelmente será maior.

Percentagem de novas sessões:

Taxa de pessoas que visitam a site pela primeira vez em relação a visitantes recorrentes.

Essas métricas ajudam a entender os resultados das campanhas com mais detalhes. Dependendo do tipo de negócio, as métricas podem ter um grande valor. Por exemplo no caso de empresas que oferecem produtos de alto valor (carros, casas, viagens, etc.). Na maioria dos casos, não é comum que esses tipos de campanhas tenham um número alto de conversões em comparação com outras páginas que oferecem produtos com preços mais baixos. Diante dessa situação, podemos avaliar a eficácia de uma campanha, grupo de anúncios ou palavra-chave a partir do tempo médio que estão no site.                              O tempo médio no site é um indicador do nível de interesse que o visitante mostra.

 Como fazer a ligação entre o Google Analytics e o Google Ads?

É importante que, antes de iniciar a vinculação, deve ter a conta do Google Analytics e a conta do Google Adwords com o mesmo email ou conta do Google e também deve ter permissões suficientes para executar esta configuração.

A primeira etapa é fazer login na conta do Google Adwords.

Depois de entrar na conta, clique em “ferramentas e configuração”

Depois clique em “contas vinculadas” no menu “configuração”;

Nesta página, vá a “detalhes” na caixa do “Google Analytics” para ter acesso a uma lista de propriedades do analytics às quais têm acesso.

Deve agora escolher a conta Analytics que quer vinccular e clique em “vincular”.

Depois de escolher a conta a vincular, escolha as propriedade do Google Analytics que pretende vincular e se deseja importar as métricas do website. Depois clique em “Guardar” e a vinculação das contas está feita.

 

Devo usar apenas o Google AdWords e não outros canais?

Claro que não, na verdade, recomendo que posicione o site da sua empresa nos motores de pesquisa,  ou seja, trabalhar no SEO, independentemente de as campanhas serem feitas com o Ads.

Em relação à publicidade convencional (rádio, TV, imprensa, etc.) a grande vantagem está na possibilidade de ser muito mais económica e de podermos segmentar o nosso público e alcançá-lo no momento da intenção de compra.

Posso criar os meus anúncios com o Ads?

A resposta é sim. O Ads está disponível para todos, no entanto, é altamente recomendável fazer alguma formação para otimizar o investimento, pois também é verdade que desperdiçar dinheiro no Ads é extremamente fácil se não souber gerir a sua conta de anúncios.

Como tudo, dependerá de cada negócio e deve avaliar se é melhor gerir os anúncios ou delegar a um consultor externo que trabalha com o Ads, como é o meu caso.

Como profissional do setor, posso dizer que um especialista pode economizar grande parte do investimento pois sabe como otimizar uma campanha no Google Ads, pois têm o conhecimento e a experiência.

O meu conselho, como conhecedor do setor, é muito claro: todas as empresa devem testar uma campanha pelo menos alguns meses e depois avaliar o retorno. Informo também que aqueles que realizam a campanha no Ads devem ter formação suficiente para otimizar o investimento.

O Ads é uma publicidade barata comparada com outros formatos, no entanto já se percebe que a concorrência está a aumentar e por isso está a ficar mais cara, por isso, se está a pensar em anunciar não deixe o tempo passar, aposte na publicidade no Google Ads.

O Google Ads pode ser uma peça fundamental no marketing e no crescimento dos negócios online, pois permite que potenciais clientes encontrem a sua empresa no Google. Lembre-se que você paga apenas quando os potenciais clientes clicam no seu anúncio e realmente visitam o seu site. O Ads é uma maneira prática de atrair clientes perto ou longe da sua empresa.

 

Conclusões

Não se deixe levar pela aparente simplicidade de criar uma campanha no Google Ads: criar anúncios pode ser um processo fácil, mas criar anúncios que funcionam e que tenham resultados exige um trabalho de análise e otimização.

Não confiar totalmente nos conselhos do Google, pois eles podem não se encaixar nos objetivos da sua campanha.

Conheça os diferentes tipos de palavras-chave, de acordo com a intenção de pesquisa do visitante, que deve considerar no Google Ads.

Escolha a correspondência que os melhores resultados podem oferecer para os objetivos da sua campanha.

Analise as campanhas e palavras-chave dos concorrentes.

Com estes procedimentos, obteremos campanhas do Google Ads que atraem  visitantes qualificados, aumentando as possibilidades de uma conversão sem aumentar o investimento na campanha.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s